DISTANCIAMENTO SOCIAL E IMUNIZAÇÃO

O surto da Covid-19 foi estudado na Suíça, entre 508 soldados (a maioria do sexo masculino, com idade média de 21 anos), antes e após as medidas de distanciamento social. Os dois grupos foram acompanhados em relação ao desenvolvimento da Covid-19 e a presença do coronavírus na entrada das vias respiratórias.

No primeiro grupo, composto por 354 soldados, 30% desenvolveram a doença. No segundo grupo, com 154 soldados que seguiram as medidas de distanciamento social, nenhum desenvolveu a Covid-19. Entretanto, foi detectada a presença do coronavírus SAR-Cov-2 no nariz e de anticorpos específicos para este segundo grupo.

Portanto, é possível que uma pequena carga viral, que apenas coloniza as passagens respiratórias nasais – mas que não causa a doença, possa criar imunidade para a Covid-19.

Ou seja, o contato com uma pequena quantidade de coronavírus vivos teria o mesmo efeito de uma vacina.

O isolamento social e o uso de máscaras reduzem a carga viral trasmitida e, assim, podem funcionar como a vacina que tanto necessitamos.

REFERÊNCIA

Michel Bielecki, Roland Züst, Denise Siegrist, Daniele Meyerhofer, Giovanni Andrea Gerardo Crameri, Zeno Giovanni Stanga, Andreas Stettbacher, Thomas Werner Buehrer, Jeremy Werner Deuel, Distanciamento social altera o curso clínico do COVID-19 em adultos jovens: um estudo de coorte comparativo , Clinical Infectious Diseases, 889 https://doi.org/10.1093/cid/ciaa889

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: