A EFICIÊNCIA DE MÁSCARAS DETECTADA POR UM CELULAR

Pesquisadores da Universidade Duke, nos EUA, avaliaram a eficiência de vários tipos de máscaras em reter gotículas que carregam vírus. Para isso, utilizaram uma caixa preta, um laser, uma lente e uma câmera de celular. 

No aparato desenvolvido, um feixe de laser é expandido verticalmente por uma lente cilíndrica. O feixe atravessa duas fendas da caixa e fica interposto entre o orador e a câmera de celular. A câmera está localizada no fundo da caixa e há um buraco para o orador, na frente. Veja abaixo:

A imagem maior mostra o aparato, com a caixa preta e orifícios, a lente cilíndrica (à esquerda), o feixe de laser (em verde) e a câmera do celular (ao fundo), A imagem no canto inferior esquerdo representa a dispersão de partículas de água na câmera por um borrifador.

Um algoritmo de computador foi usado para contar as gotículas que alcançaram a câmera do celular.

Foi feito um teste sem máscara – para servir de controle – e o experimento avaliou 14 tipos de máscaras. A câmera no fundo da caixa registrou a quantidade de gotículas expelidas por pessoas que falavam a frase “Mantenham-se saudáveis, pessoal”.

Os tipos de máscaras testadas no estudo.

O estudo confirmou que quando as pessoas falam, pequenas gotículas são expelidas. Assim, os vírus podem ser disseminados por um simples conversa. Com a exceção das máscaras de lã, todas mostraram efetividade em reter gotículas.

As máscaras profissionais N95 reduziram a transmissão de gotículas em 99,9%, em comparação com a ausência de máscara. As máscaras cirúrgicas ou de polipropileno retiveram as gotículas em cerca de 90%. As máscaras de algodão, se demonstraram bastante efetivas, contendo entre 70% e 90% das gotículas.  As bandanas podem reduzir em cerca de 50%. Por outro lado, as  máscaras de lã aumentaram em 10% o número de gotículas que chegavam à câmera. Possivelmente, esse aumento ocorra por tal tecido dispersar gotas maiores em gotas menores aumentando, assim, a quantidade.

O experimento demonstra que o  uso de máscara pode bloquear a maioria das gotículas emitidas por uma pessoa durante a fala, reduzindo drasticamente a transmissão do coronavírus.

Veja o vídeo descrevendo o experimento em https://www.youtube.com/watch?v=LeEBn4ttZZY&feature=emb_title

REFERÊNCIA

Low-cost measurement of facemask efficacy for filtering expelled droplets during speech. Emma P Fischer, Martin C Fischer, David Grass, Isaac Henrion, Warren S Warren, Eric Westman medRxiv 2020.06.19.20132969; doi: https://doi.org/10.1101/2020.06.19.20132969

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: